CAFÉ com conta peso e medida!

    CAFÉ com conta peso e medida!

    Sabia que no século XVIII o café era prescrito como medicamento e vendido nas farmácias?

    Actualmente, muitos são os estudos que demonstram os efeitos benéficos do café e do seu composto activo principal: a cafeína.

    Coffee cup with burlap sack of roasted beans on rustic table
    Coffee cup with burlap sack of roasted beans on rustic table

    No entanto, o café deve ser consumido nas quantidades correctas. Essas quantidades variam com a mistura, o tipo de preparação e, sobretudo, com os hábitos, o metabolismo e o estado de saúde de cada pessoa.

    A cafeína estimula o sistema nervoso, mantém activa a atenção e o humor elevado. Auxilia a respiração e na digestão, atenua a sensação de fome e frequentemente é um óptimo remédio contra as dores de cabeça, ajudando ainda na acção de alguns analgésicos.

    O café contém também substâncias antioxidantes, que contribuem para eliminar os radicais livres.

    Para os adultos saudáveis, a ingestão de cafeína deve limitar-se a um máximo de 300 mg/dia, cerca de 3 cafés curtos.

    A ingestão excessiva pode provocar, em algumas pessoas, efeitos negativos como irritabilidade, ansiedade e agitação. Os portadores de arritmia cardíaca devem evitar até mesmo dosagens moderadas, ainda que eventuais, da substância. Altas doses de cafeína excitam demasiadamente o sistema nervoso central.

    Outro inconveniente é a acidez da bebida que pode, eventualmente, em indivíduos com problemas gástricos provocar alguns problemas.

    A cafeína pode interferir no sono, desta forma é aconselhável tomar o seu café, mas sem exageros. O exagero faz com que se perca a percepção do prazer que essa bebida provoca. Tente limitar o consumo diário a 2-3 chávenas e faça do momento de tomar café um ritual para um momento de descanso, leitura do jornal, ou convívio com os amigos.

    Funny cup - smiles on a white background isolated
    Funny cup – smiles on a white background isolated