As necessidades energéticas do organismo diminuem com a idade, particularmente se a actividade física é limitada. Contudo, o corpo continua a precisar de quantidades semelhantes de vitaminas e minerais.

A partir dos 65 anos, deve considerar-se os benefícios oferecidos por algumas vitaminas e minerais.

VITAMINA A: benéfica contra disfunções cognitivas (perdas de memória). Fontes: vegetais, frutas amarelas e laranjas.

VITAMINA E: regula a taxa de colesterol de baixa densidade (LDL) que forma placas de gordura nas artérias, prevenindo enfartes isquémicos. Fonte: gérmen de trigo.

ZINCO: mantém o sistema imunológico saudável e ajuda no processo de cicatrização. Fontes: carne, fígado, frutos do mar e mariscos.

FERRO: a anemia é comum neste grupo etário devido à fraca absorção de ferro. Fontes: carnes e leguminosas.

Elderly man hugging his wife who is on the bench

VITAMINA C: importante antioxidante, evita o envelhecimento precoce e protege contra estados de infecções gripais. Fontes: frutas cítricas, pimento e tomate.

ACIDO FÓLICO, VITAMINA B6 E VITAMINA B12: o ácido fólico ajuda a baixar os níveis plasmáticos de homocisteína (factor de risco cardiovascular). A presença de vitamina B6 e B12 reforçam esta acção. Fontes de ácido fólico: levedura de cerveja. Fontes de vitamina B6: carnes e cereais integrais. Fontes de vitamina B12: carne vermelha.

CÁLCIO E VITAMINA D: protegem contra a osteoporose. A ingestão adequada de cálcio diminui a taxa de descalcificação óssea. Fontes de cálcio: leite e derivados, vegetais de folha verde-escura. Fontes de vitamina D: luz solar, óleo de fígado e de bacalhau. Texto: Mónica Santo