Clique nas setas

A família é definida como um conjunto de pessoas que possuem um ancestral comum ou que se encontram ligadas entre si por casamento, união de facto, filiação ou adoção.

Por ser o primeiro grupo a que pertencemos, possui um papel fundamental no nosso desenvolvimento social e cognitivo. É nela que se adquirem os primeiros valores éticos e culturais, padrões de comportamento e onde são vivenciadas as primeiras experiências afetivas.

A 15 de maio celebra-se o dia internacional da família com o objetivo de reconhecer a sua importância na educação infantil e como núcleo vital da sociedade, com direitos e deveres que devem ser exercidos.

Para promover o amor, o carinho e a partilha entre a sua, a TeleCulinária escolheu 10 receitas deliciosas de família, aquelas que nunca falham em jantares, almoços e festas e das quais guardamos memórias olfativas: os mimos de peixe, os canelones e o bolo do pai, o bacalhau e o bolo da tia Francisca, o frango e o doce da avó, a carne de porco da sogra, o doce da mãe, o bacalhau de família e o pão de ló da tia Albina.

Texto: Daniela Torrinha

1. Mimos de peixe do pai

mimos de peixe do pai

O pai é um excelente cozinheiro. Adora passar horas de volta do fogão, pois diz que o segredo de um bom prato é o amor e a paciência.

Como é o primeiro a chegar a casa, tem tempo de preparar pratos ligeiramente mais elaborados, como estes mimos de peixe, com molho de tomate e puré de batata. São uma delícia, que tantos os miúdos como os graúdos adoram.

Grau de dificuldade: Fácil
Custo da Refeição: Económica
Tempo: 1 hora
Doses: 4 pessoas

Ingredientes:

Instruções:

1. Descongele os medalhões de maruca e coloque-os num tabuleiro. Descasque e lave os dentes de alho, pique-os finamente, junte metade ao peixe, tempere também com sumo de limão, sal e pimenta e deixe marinar durante 20 minutos. Entretanto, leve a cozer os ovos em água temperada com uma pitada de sal, deixe ferver durante 12 minutos e depois coloque-os a arrefecer numa tigela com água fria.

2. Descasque e lave a cebola e pique-a finamente. Escorra e pique também os tomates pelados. Reserve 2 colheres (sopa) do azeite, leve o restante ao lume num tacho, deixe aquecer, adicione a cebola e os restantes dentes de alho e deixe refogar, mexendo de vez em quando, até que fique douradinho. Junte depois o tomate, deixe cozinhar até que fique apuradinho, adicione um pouco de salsa picada e o vinagre balsâmico, tempere com sal e pimenta, misture muito bem, retire do lume e reserve.

3. Leve uma frigideira antiaderente ao lume com as 2 colheres (sopa) do azeite que reservou, deixe aquecer, junte os medalhões de maruca e deixe-os cozinhar até ficarem douradinhos de ambos os lados. Coloque-os numa travessa, disponha por cima o preparado do tomate, polvilhe com os ovos cozidos picados finamente e sirva decorado a gosto e acompanhado com puré de batata.

2. Canelones do pai

Porque os filhos mais novos não gostam muito de peixe nem de legumes, o pai costuma de fazer uma deliciosa lasanha de atum e espinafres. Desta forma, simples e saborosa, consegue introduzir alimentos saudáveis na alimentação da família.

Grau de dificuldade: Fácil
Custo da Refeição: Económica
Tempo: 1 hora
Doses: 4 pessoas

Ingredientes:

Instruções:

1. Lave os cogumelos, escorra-os e pique-os grosseiramente. Coza os espinafres em água temperada com sal, escorra-os bem e pique-os também. Triture o queijo ralado e misture-o com os ingredientes anteriores e com o atum escorrido e desfeito.

2. Derreta a margarina num tacho, polvilhe aos poucos com a farinha e mexa até ficar bem dissolvida e com tom acastanhado. Regue com o leite a ferver, mexendo sempre com umas varas de arame, tempere com sal e pimenta e retire do lume.

3. Junte um pouco de bechamel à mistura inicial para ligar os ingredientes e recheie os canelones. Disponha um pouco do restante bechamel num tabuleiro de forno, coloque os canelones por cima, regue com mais um pouco de bechamel, disponha os restantes canelones, cubra com o restante bechamel e polvilhe com mais queijo.

4. Leve ao forno pré-aquecido a 180ºC durante 30 minutos ou até que fiquem cozidos e douradinhos. Retire do forno e sirva.

3. Frango da avó

frango da avó

A avó Cremilde dedicou uma vida inteira à cozinha. Primeiro cozinhava para os irmãos, depois para os filhos e agora para os netos, que, muitas vezes, almoçam na sua casa durante a semana. Enquanto conversa com eles, sobre a escola, sobre os seus sonhos, prepara umas pernas de frango com limão no forno, geralmente com batatas fritas ou esparguete.

Grau de dificuldade: Fácil
Custo da Refeição: Económica
Tempo: 1 hora + tempo de marinar
Doses: 4 pessoas

Ingredientes:

Instruções:

1. Arranje as pernas de frango, corte-as ao meio e coloque-as num tabuleiro. Descasque e lave os dentes de alho, pique-os finamente, deite-os numa tigela, junte o caldo de galinha em pedaços e o azeite e amasse bem. Adicione depois o sumo de limão e a paprica, tempere com sal e pimenta e misture bem.

2. Barre o frango com o preparado anterior, regue depois com a cerveja, junte por cima a margarina em pedacinhos e a folha de louro e deixe marinar durante 20 minutos.

3. Leve depois ao forno pré-aquecido a 180°C, regando de vez em quando com o próprio molho, durante cerca de 45 minutos ou até que as pernas de frango fiquem bem assadas. Retire do forno e sirva decoradas a gosto e acompanhadas com batatas fritas.

4. Carne de porco da sogra

carne de porco da sogra

A sogra Isaura tem umas mãos de ouro. Costura e cozinha como ninguém, preferindo os pratos salgados aos doces. A carne de porco com chouriço de carne é uma das suas especialidades. Nós adoramos!

Grau de dificuldade: Fácil
Custo da Refeição: Económica
Tempo: 1 hora e 15 minutos + tempo de marinar
Doses: 5 pessoas

Ingredientes:

Instruções:

1. Corte a carne em pedacinhos, deite-os para um alguidar, tempere com sal, pimenta, os dentes de alho picados, a massa de pimentão, as folhas de louro partidas, o colorau e o vinho branco. Misture bem, tape e deixe marinar no frio, de preferência de um dia para o outro.

2. No dia, escorra a carne e reserve a marinada. Leve ao lume um tacho com a banha, deixe aquecer, junte a carne e deixe cozinhar, em lume brando e mexendo de vez em quando, durante 50 minutos ou até ficar bem douradinha.

3. Adicione o chouriço cortado em rodelas e a marinada da carne, mexa e deixe cozinhar até o molho evaporar.

4. Depois sirva decorado a gosto e acompanhe com batatas cozidas.

5. Bacalhau da Tia Francisca

Bacalhau da tia Francisca

A tia Francisca nunca casou nem teve filhos, mas é uma mulher simples, com um coração generoso, que adora ter a casa cheia. Aprendeu esta receita com a sua vizinha Alda, com quem bebia café todas as manhãs, e tornou-a na sua especialidade. Nós adoramos este prato de bacalhau. E vocês?

Grau de dificuldade: Fácil
Custo da Refeição: Económica
Tempo: 1 hora e 15 minutos
Doses: 5 pessoas

Ingredientes:

Instruções:

1. Demolhe atempadamente o bacalhau. No dia, leve-o a cozer em água juntamente com os ovos lavados.

2. Retire o bacalhau para um prato, deixe-o amornar e rejeite-lhe as peles e as espinhas lascando-o grosseiramente. Coloque os ovos em água fria. Descasque as batatas, corte-as em cubinhos, leve-os a fritar em óleo e depois escorra-os.

3. Descasque as cebolas e os alhos, corte as cebolas em meias-luas finas e pique os alhos. Leve ao lume um tacho com o azeite, deixe aquecer, junte a cebola e os alhos, tempere com sal e pimenta e deixe refogar até ficar douradinho. Retire do lume, junte o bacalhau, as batatas fritas, o bechamel e um pouco da água de cozer o bacalhau, se necessário, e envolva bem.

4. Deite a mistura anterior para um tabuleiro de louça ou pirex, regue com a maionese e leve ao forno pré-aquecido a 200°C, até ficar coradinho. Retire do forno e sirva decorado com os ovos cozidos cortados em rodelas, azeitonas e salsa picada.

6. Bacalhau de família

bacalhau de família

Domingo é dia de estar em família, por isso, a Rita convida sempre os seus pais e sogros para almoçar. Como gosta de dormitar até tarde, opta por pratos simples e fáceis de confecionar, mas que, ao mesmo tempo, rendam para tanta gente. Esta receita de bacalhau no forno, com batata palha e queijo gratinado, é infalível e faz as delícias de todos.

Grau de dificuldade: Fácil
Custo da Refeição: Económica
Tempo: 1 hora + tempo de demolhar
Doses: 5 pessoas

Ingredientes:

Instruções:

1. Descongele ou demolhe o bacalhau e coza-o em água com 1 folha de louro e coentros. Ferva 8 dl do caldo de cozer o bacalhau e junte a farinha maisena dissolvida num pouco de água fria, mexendo sempre até que engrosse. Retire do lume, rectifique o sal e tempere com noz-moscada e pimenta

2. Descasque e lave as cebolas e os alhos, corte as cebolas em meias luas e pique os alhos. Leve um tacho ao lume com o azeite, deixe aquecer, adicione a cebola, os alhos e a outra folha de louro e deixe refogar até começar a ficar douradinho. Junte o bacalhau lascado sem pele e espinhas, adicione também a batata palha e envolva muito bem.

3. Adicione o molho que preparou e coentros picados, envolva, deite num tabuleiro, alise, polvilhe com o queijo ralado e leve ao forno pré-aquecido a 200ºC até que fique douradinho. Sirva decorado a gosto e acompanhe com salada.

7. Bolo da tia Francisca

bolo da tia francisca

Um dia fomos à casa da Ti Chica almoçar. Chegámos cedo. O bacalhau já estava no forno e ela estava a bater claras em castelo para fazer baba de camelo. Pediu-me que abrisse uma lata de leite condensado cozido, esquecendo-se de que já tinha aberto uma.

– Não te preocupes – disse-me, sorrindo – nesta casa tudo se transforma.

O almoço prolongou-se e fomos ficando pela tarde…

– Que cheirinho tão bom é este, tia?

– Fiz um bolinho para o lanche, recheado com o leite condensado que abrimos de manhã. Preferes chá ou limonada?

Grau de dificuldade: Fácil
Custo da Refeição: Económica
Tempo: 1 hora
Doses: 6 pessoas

Ingredientes:

Instruções:

1. Unte a forma com a margarina, polvilhe com farinha e ligue o forno a 180ºC. Numa tigela, junte a margarina, a raspa de limão, o açúcar e bata tudo muito bem. Depois adicione os ovos um a um batendo sempre muito bem em cada adição.

2. Por fim, junte o fermento e a farinha aos poucos, batendo sempre bem. Verta o preparado para a forma e leve ao forno durante cerca de 40 minutos.

3. Espete um palito para verificar se está cozido. Retire do forno, desenforme e deixe arrefecer e depois corte o bolo em dois no sentido horizontal.

4. Barre a primeira rodela com o leite condensado cozido adicione a segunda rodela e barre de novo. Por último barre toda a superfície do bolo com o restante leite condensado e polvilhe com açúcar em pó.

8. Pão de ló da Tia Albina

pão de ló da tia albina

As férias (quer sejam de Páscoa, de verão ou de natal) sabiam sempre a campo e ao pão de ló da tia Albina, que, apesar de ser o único bolo que ela sabia fazer, era simplesmente divinal. Com apenas 4 ingredientes e muito amor, colocava-o no forno, enquanto nos contava as suas histórias de infância e daquelas gentes que viviam na terra.

 

Grau de dificuldade: Fácil
Custo da Refeição: Económica
Tempo: 1 hora e 10 minutos
Doses: 7 pessoas

Ingredientes:

Instruções:

1. Ligue o forno a 180 graus. Barre uma forma grande de buraco com margarina e polvilhe-a com farinha.

2. Deite os ovos para uma tigela, junte o açúcar e a raspa do limão e bata durante 20 minutos. Adicione então a farinha peneirada e misture delicadamente. Deite depois na forma e leve ao forno durante 40 minutos.

3. Verifique a cozedura com um palito, retire, deixe arrefecer um pouco, desenforme e deixe arrefecer totalmente. Depois sirva decorado a gosto.

9. Doce da mãe

doce da mãe

“Apetece-me fazer um doce”, dizia a mãe Sara enquanto olhava atentamente as prateleiras da despensa e ia tirando, quase que aleatoriamente, alguns ingredientes. Não precisava de seguir receitas, tinha um dom natural para a culinária.

Reunidos à mesa, e chegada à hora da sobremesa, lá vinha ela com um tabuleiro fresquinho (preparado em 30 minutos) nas mãos.

– Que delícia! Como se chama este doce?

– É uma receita secreta – respondia Sara com um ar traquina – chamemos-lhe o “doce da mãe”.

Grau de dificuldade: Fácil
Custo da Refeição: Económica
Tempo: 30 minutos + tempo de frio
Doses: 6 pessoas

Ingredientes:

Instruções:

1. Parta o chocolate para uma tigela, junte a manteiga, leve a derreter em banho-maria, retire e mexa. Numa tigela, bata as gemas com 60 g do açúcar, junte o chocolate derretido e envolva bem.

2. Bata as claras em castelo, junte ao preparado anterior, envolvendo delicadamente, e leve ao frigorífico durante 20 minutos. À parte, bata as natas com o açúcar até ficarem firmes.

3. Escorra o ananás, reserve a calda, e corte o ananás em pedaços pequenos. Passe os palitos de champanhe pela calda e coloque-os no fundo de um tabuleiro ou pirex quadrado ou rectangular. Faça depois camadas alternadas de ananás, creme de chocolate e natas batidas. Polvilhe com raspas de chocolate e sirva fresco.

10. Bolo do pai

Herdou o jeito da avó Isaura para a cozinha, mas, ao contrário dela, prefere fazer doces, sobretudo os mais requintados. Este bolo de noz, com cobertura de creme de gemas, nunca falta numa festa de família.

Grau de dificuldade: Fácil
Custo da Refeição: Económica
Tempo: 1 hora + tempo de arrefecer
Doses: 6 pessoas

Ingredientes:

PARA A COBERTURA:

Instruções:

1. Num tacho, coloque as gemas batidas, junte a água e o açúcar e mexa bem. Leve ao lume, mexendo sempre até engrossar. Deite numa tigela e deixe arrefecer.

2. Unte um tabuleiro rectangular com margarina e polvilhe-o com farinha. Numa tigela, bata a manteiga com o açúcar até ficar um creme fofo. Junte depois os ovos, um a um e batendo sempre muito bem.

3. Pique e misture a nozes com a farinha e o fermento e junte aos poucos ao preparado anterior, batendo sempre muito bem. Verta no tabuleiro e leve ao forno pré-aquecido a 180º C durante cerca de 45 minutos.

4. Retire do forno, desenforme e deixe arrefecer. Disponha depois num prato, regue com o creme de gemas, decore com nozes partidas grosseiramente e sirva.

11. Doce da avó

Doce da Avó

O doce da avó Cremilde, com bolacha Maria, natas, café e leite condensado, sempre foi o nosso preferido. Fácil de fazer, rápido e muito, muito guloso, fazia as delícias de toda a família e assentava na perfeição depois das perninhas de frango assadas no forno.

Grau de dificuldade: Fácil
Custo da Refeição: Económica
Tempo: 35 minutos
Doses: 6 pessoas

Ingredientes:

Instruções:

1. Leve um tacho ao lume com o leite e o leite condensado e deixe aquecer bem, mexendo de vez em quando. Numa tigela, misture 50 g do açúcar com a farinha maisena, junte as gemas e mexa bem.

2. Adicione depois a mistura do leite, em fio e mexendo sempre, verta novamente para o tacho, leve ao lume brando, mexendo sem parar, até engrossar, retire do lume e coloque numa tigela. Deite o preparado para tacinhas, em camadas alternadas com as bolachas demolhadas em café açucarado e deixe arrefecer.

3. Bata as natas em chantilly adicionando o restante açúcar aos poucos. Deite o chantilly para um saco de pasteleiro e disponha por cima das tacinhas, como vê na foto. Sirva decorado a gosto.

 

12. Comentários