É consumido ao longo de todo o ano, mas sobretudo apreciado no típico almoço de Páscoa, e tem características nutricionais muito interessantes.

 

Características

  • A carne de borrego é a carne dos ovinos jovens, isto é, com menos de um ano de idade.
  • Em muitos países, o cordeiro (ovinos mais novos, ainda em período de amamentação) é um prato tradicional de Páscoa, que simboliza a Última Ceia na qual o cordeiro foi talvez servido.
  • É uma das carnes mais utilizadas internacionalmente, como é o caso da cozinha turca, da grega, da australiana, da neozelandesa e a do Médio Oriente.

Comprar e conservar

  • Está disponível em diferentes cortes, podendo ser adquirida a mão, a perna, a costela, o pescoço e o lombo.
  • A carne de borrego é altamente perecível, por isso, na hora da compra, verifique se a carne se apresenta firme, com uma textura fina e cor-de-rosa. A gordura da carne deve ser branca e não amarelada.
  • Conserve-a a baixas temperaturas, optando por manuseá-la o menos possível. Para congelá-la, envolva-a primeiro em película aderente e depois coloque-a dentro de um saco de plástico.

Valor nutricional

  • Por ser considerada uma das carnes com menos alergénios, mas também pelo seu valor nutricional e textura tenra, deve ser uma das primeiras carnes a ser dadas aos bebés aquando da introdução dos alimentos sólidos.
  • É uma boa fonte de proteína, zinco, ferro e fósforo e contém vitaminas B12 e B3.
  • Possui uma quantidade significativa de gordura saturada e colesterol. Porém, como é uma carne jovem consegue-se facilmente retirar as gorduras visíveis.

 

Comentários